Veredas facilita formação sobre Evidências em Políticas para servidores(as) do Ministério da Saúde




40 servidoras e servidores do Departamento de Promoção da Saúde, do Ministério da Saúde, estão tendo acesso a ferramentas que pretendem melhorar a gestão em Saúde a partir do uso de evidências


O Ministério da Saúde, junto à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Brasília, está realizando uma formação em Políticas Informadas por Evidências para os servidores da pasta. Para facilitar as aulas, os representantes do Instituto Veredas Laura Boeira e Davi Romão estão fazendo parte do time que orienta os(as) participantes. A primeira turma da iniciativa encerrou na segunda (05/04). O objetivo do curso é qualificar a gestão pública na Saúde para que as decisões em políticas e intervenções sociais sejam cada vez mais eficazes.


O curso “Tradução do conhecimento e Políticas Informadas por Evidências (PIE): encontrar e usar evidências científicas para informar a tomada de decisão em políticas de Promoção em Saúde” é ministrado desde fevereiro e segue até maio de 2021, quando 40 servidores(as) em duas turmas terão concluído a formação de cinco módulos.


A ideia é que as turmas consigam definir e buscar evidências para caracterizar um problema prioritário de saúde pública, estruturando opções para enfrentar os problemas encontrados. Ao fim do curso, a Fiocruz Brasília espera que os participantes sejam capazes de produzir Sínteses de Evidências, incluindo a validação do documento com todos os envolvidos no processo. Ou seja, além da academia e da gestão pública, a síntese deve ser validada com a sociedade civil como peça chave do processo de evidências.


De acordo com Davi Romão, diretor-adjunto do Veredas, a primeira turma do curso incorporou as ferramentas de síntese de busca para políticas informadas por evidências. “Isso tem ajudado os servidores e servidoras a resolverem os problemas que estão enfrentando. É útil para o cotidiano de trabalho”. Davi também afirmou que o treinamento ajuda aos(às) servidores(as) a entenderem melhor o universo das pesquisas, “tendo uma visão mais crítica do que deve ser solicitado e do que recebem de pesquisadores e pesquisadoras”.


Além disso, o facilitador afirmou que há muitos temas importantes na Saúde em que ainda não há produção robusta acadêmica. Com isso, “o Ministério da Saúde também pode pautar pesquisas na área, financiando e favorecendo a produção acadêmica brasileira, que também deve se alinhar às necessidades do governo”, explicou.


Políticas mais assertivas


De acordo com Natali Pimentel Minoia, assessora técnica do Departamento de Promoção da Saúde, do Ministério da Saúde, produzir sínteses de evidências pode "responder às lacunas de conhecimento de nossas áreas técnicas". Segundo ela, que integra a primeira turma do curso, o Departamento tem realizado, inclusive, cartas-acordo e chamadas com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) para a realização de pesquisas e produção de evidências.


Para Natali, o curso tem contribuído com sua atuação na gestão pública. "As evidências ajudam na tomada de decisão a partir do conhecimento científico existente e não da experiência pessoal dos formuladores de políticas". Dessa forma, é possível "fazer encomendas de pesquisa mais assertivas e a avaliar as evidências disponíveis e sua aplicabilidade nas políticas públicas".


Por que a gestão pública precisa de evidências?


Mundialmente, o uso das evidências científicas é apontado como fator-chave do planejamento, implementação, monitoramento e avaliação de políticas e programas de saúde. Informar a tomada de decisão com evidências de pesquisa pode melhorar os resultados em sistemas e serviços de saúde, especialmente em sistemas universais, como o Sistema Único de Saúde (SUS).


A Fiocruz integra a Rede para Políticas Informadas por Evidências (EVIPNet Brasil), rede sociotécnica coordenada no Brasil pelo Ministério da Saúde, cuja missão é ‘formar redes entre governo, academia, trabalhadores(as), gestores(as) e usuários(as) da saúde e sociedade civil para fortalecer o SUS e melhorar seus resultados no atendimento à população.


Conheça as publicações do Veredas


Foto: EBC


Ascom Instituto Veredas


Posts Recentes

Arquivo

Siga

  • face png