Veredas contribui com publicações que orientam como ONGs e poder público podem enfrentar crise da Co

O objetivo é oferecer subsídios e respostas para que diferentes setores da sociedade possam contribuir diante do contexto de crise. Conheça as publicações

No intuito de contribuir com a difusão de evidências em meio à pandemia, o Instituto Veredas, ao lado de instituições do Brasil e do exterior, está produzindo documentos que podem ajudar entidades da sociedade civil e do setor público a desenvolverem ações concretas diante da pandemia do novo coronavírus. Os materiais estão sendo disponibilizados em uma nova aba, intitulada “Veredas contra Covid-19”, no site do Veredas.

Inicialmente, a instituição fez um levantamento com perguntas feitas aos parceiros e parceiras da gestão pública. São essas perguntas que estão guiando a produção, identificação e tradução de respostas rápidas no contexto da Covid-19. Qualquer instituição pode enviar suas dúvidas, sobre como agir nesse contexto, para contato@veredas.org.

“A gente tem vivido tempos de disseminação de muita desinformação e fake news. Nossa instituição trabalha com Políticas Informadas por Evidências e Tradução do Conhecimento, não poderíamos deixar de contribuir num momento onde a sociedade precisa de ações solidárias e políticas precisas que possam atenuar a crise que estamos vivendo a nível global”, disse Laura Boeira, diretora do Instituto Veredas.

Fortalecendo ONGs em resposta à pandemia

Numa iniciativa compartilhada entre Veredas e Fiocruz Brasília, uma série de Respostas Rápidas para Covid-19, desenvolvida pela Knowledge to Policy Centre (K2P), da Universidade Americana de Beirute, estão disponíveis no site da instituição. Dentre elas, está a Resposta Rápida Fortalecendo o Papel das Organizações Não-Governamentais Locais e Internacionais para Respostas à Pandemia.

O material responde solicitações urgentes de formuladores de políticas e partes interessadas, resumindo evidências extraídas de diferentes estudos e pesquisas sobre o assunto. O material mostra que o potencial das ONGs pode ser aproveitado pelo Estado para uma resposta mais eficaz nesse contexto.

Laura explica que as entidades da sociedade civil têm a oportunidade e a responsabilidade de desempenhar um papel importante diante da crise. “São as ONGs que conhecem de perto os grupos populacionais mais vulnerabilizados, são essas instituições que muitas vezes possuem conhecimentos técnicos, recursos humanos e infraestrutura necessários para contribuir significativamente para uma resposta à crise. Todos ganham se a gestão pública somar esforços com o terceiro setor”, afirmou.

O Veredas e a Fiocruz Brasília também traduziram as publicações "Saindo do Lockdown: um roteiro de ação"; "Prontidão e resposta à Covid-19 em hospitais e na Atenção Primária"; "Fortalecimento do papel dos municípios na prevenção e contenção da Covid-19", todas do K2P, que devem orientar municípios e instituições de saúde durante e após a pandemia.

Saindo da crise econômica causada pela pandemia

Dois outros trabalhos, realizados pelo Instituto Veredas para o Gabinete de Crise do Estado de São Paulo, são as respostas rápidas "Políticas Anticíclicas em contexto de crise" e “Comparando impacto de políticas: transferência de renda x assistência alimentar”, que reúnem um conjunto de análises socioeconômicas que podem ajudar o poder público a implementar ações que atenuem a crise. Dentre as orientações, as publicações sugerem que fornecer complemento de renda para famílias em vulnerabilidade e crédito com isenção de taxas para empresas podem ser caminhos viáveis.

Conheça todas as publicações do Veredas e parceiros voltadas à Covid-19

www.veredas.org/covid19

Conheça outras publicações do Instituto Veredas

Ascom Instituto Veredas

Posts Recentes

Arquivo

Siga

  • face png

Instituto Veredas | Brasília | Brasil | 2020

  • Branca Ícone Instagram
  • Facebook - White Circle
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn