Atlas das Juventudes, publicação com evidências trabalhadas pelo Veredas, será lançado com presença de Emicida

por Instituto Veredas

07 de jun de 2021

3 min de leitura

O rapper Emicida, a banda TUYO, o funkeiro Mc Marks e a repentista Jessica Caitano estão entre os nomes que compõem a programação do Festival Atlas das Juventudes, que acontece dos dias 9 a 12 de junho. O evento marca o lançamento do Atlas das Juventudes, a plataforma mais completa e diversa sobre as juventudes atuais, resultado de uma extensa pesquisa nacional que durou dois anos, coordenada pelas redes de organizações Em Movimento e Pacto das Juventudes pelos ODS, e que mapeou e destacou quem são os brasileiros de 15 a 29 anos.

O Instituto Veredas, ONG especializada em tradução do conhecimento para políticas e intervenções sociais, executou a terceira etapa do Atlas, consolidando a Biblioteca das Juventudes e o relatório final do Atlas. A equipe do Veredas percorreu dados dos últimos 10 anos sobre jovens no Brasil, levantou evidências de intervenções efetivas, mapeou desafios para promover a diversidade e a igualdade e identificou lacunas de pesquisas sobre o tema.

Dentro da programação, será lançado também a pesquisa Juventudes e a Pandemia do Coronavírus, coordenado pelo Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) junto a outras organizações,  que em sua segunda onda ouviu mais de 68 mil jovens de todo o Brasil de março a  maio de 2021, e traz importantes descobertas sobre os impactos atuais da pandemia na vida das juventudes.

“Vivemos um momento crucial para garantir a inclusão e sustentabilidade das nossas juventudes. Por isso realizamos uma extensa pesquisa e envolvemos uma grande diversidade de organizações para que qualquer ator da sociedade possa utilizar os dados em prol de garantir os direitos das juventudes. Para que a pesquisa chegue em quem precisa chegar, faremos um grande festival com diversas atrações para chamar a atenção sobre as potencialidades e os desafios que os jovens vivem hoje no Brasil”, diz Mariana Resegue, co-realizadora da pesquisa e secretária executiva do Em Movimento.

O evento conta com atividades nas mais diversas linguagens, formatos e plataformas, possibilitando a integração da comunidade científica, as organizações e as juventudes para a reflexão sobre as questões identificadas na pesquisa. Online e gratuito, o festival entende a potência plural dos territórios que as diversas juventudes brasileiras estão inseridas e busca difundir pautas emergentes e urgentes para a construção de um futuro melhor para a maior geração de jovens da história do país. Além das apresentações musicais, o Festival Atlas das Juventudes também apresenta mesas de debate, oficinas, mesas de apresentação e diversas apresentações culturais. 

“O Festival será um momento de reconhecimento e celebração da diversidade e das potencialidades da maior geração de jovens da história do país, mas também um importante espaço para o debate sobre os principais desafios, caminhos e perspectivas em um contexto de violação de direitos, agravados pela pandemia do coronavírus”, afirma Marcus Barão, presidente do CONJUVE e co-realizador do Atlas. 

O Atlas das Juventudes foi realizado com o apoio do Instituto Sicoob, Instituto Arapyaú, Itaú Educação e Trabalho, Legado para a Juventude Brasileira, Fundação Arymax, Fundação Roberto Marinho, C de Cultura, Eureca e GOYN. Os parceiros são Fundação Arymax, Ashoka, Impact HUB São Paulo, Instituto Arapyaú, Instituto Elos, Historiorama, Grupo +Unidos, Brasil Junior, Choice, Conaje, Engajamundo, British Council, Parque Social, AIESEC, TETO, Presentizmo, Escoteiros do Brasil, FGV Social, Instituto Update, Rede Globo, Unesco Brasil, GIFE, CONJUVE, e Fundação FEAC.

Informações para a imprensa

+55 (11) 94867-8963

leticia@aletscomunica.com

Foto: Rolling Stone

Compartilhe: